Atitude positiva ligada à pressão arterial mais baixa após derrame

0
5

Segunda-feira, 18 de maio de 2020 – Acreditar que você não terá um segundo derrame pode ajudar a controlar sua pressão arterial, sugere um novo estudo.

Uma atitude positiva em relação à sua saúde pode contribuir bastante para manter a saúde cardiovascular, especialmente para as mulheres, dizem os pesquisadores.

“Estratégias direcionadas para melhorar as crenças em saúde após o AVC podem ser um componente importante a ser incluído no gerenciamento dos fatores de risco entre os sobreviventes de AVC”, disse a pesquisadora Emily Goldmann. Ela é professora assistente clínica de epidemiologia na NYU School of Global Public Health, em Nova York.

Manter a pressão arterial alinhada é uma estratégia crítica de prevenção de derrame.

Para o estudo, os pesquisadores coletaram dados de 522 pacientes com AVC de quatro hospitais de Nova York que faziam parte de um estudo de prevenção de AVC.

Antes de deixar o hospital, os pacientes foram questionados se concordavam com a afirmação: “Eu posso me proteger contra um derrame”. Mais de 75% dos pacientes disseram que sim.

“Essa percepção de que você pode se proteger de outro derrame reflete a construção da auto-eficácia ou a crença na capacidade de obter um resultado específico”, disse Goldmann em um comunicado à imprensa da NYU.

No ano após a alta hospitalar, aqueles que levaram essa crença ao coração tiveram uma redução na pressão arterial de quase 6 mm Hg. A pressão sanguínea daqueles que não acreditavam que poderiam impedir outro derrame não diminuiu, descobriram os pesquisadores.

Uma análise mais aprofundada mostrou que as mulheres que tinham crenças positivas em saúde eram mais propensas a baixar a pressão arterial do que os homens. Mulheres que não acreditavam no efeito de uma atitude positiva viram um aumento na pressão sanguínea.

“Neste estudo, encontramos uma associação entre auto-eficácia e pressão arterial reduzida, o que é consistente com estudos anteriores que vinculam estados psicológicos positivos a melhores resultados de saúde no contexto de doenças cardiovasculares e derrames”, disse Goldmann.

O relatório foi publicado recentemente no Jornal da American Heart Association.

© 2020 HealthDay. Todos os direitos reservados.

Publicada: maio de 2020

Fonte: www.drugs.com

Deixe uma resposta